Saiba mais

A voz na terceira idade ou melhor idade!

O envelhecimento é uma etapa natural no processo evolutivo da vida. A forma como nosso organismo reage ao longo deste processo é extremamente individual, sofrendo a influência do modo de vida que levamos. No caso da voz o seu envelhecimento dependerá dos cuidados que praticamos em relação à nossa saúde e de que forma exercitamos nosso aparelho vocal.

É por volta dos 18 anos de idade que nossa voz amadurece plenamente e assim ficará por várias décadas. Os homens podem apresentar os primeiros sintomas de desgaste vocal a partir dos 60 anos, já as mulheres apresentam sintomas por volta de 50 anos, normalmente após a menopausa. As alterações da voz após esta idade não devem ser sempre caracterizadas como envelhecimento, podem ser sinais de outras doenças. Devemos buscar uma avaliação para diferenciar o diagnóstico e excluir outros quadros que comprometam a saúde geral e a qualidade de vida.

Os sintomas do que chamamos presbifonia ou envelhecimento natural da voz são:

No sexo feminino a chegada aos 50 anos associada ao ato de fumar poderá ocasionar o desenvolvimento de uma voz bastante grave, chegando a confundir com a voz masculina, o que causa muito desconforto à maioria das mulheres. Cantores costumam perder a extensão da voz e o grau de controle vocal ao chegarem nesta etapa da vida. Após os 60 anos essas alterações são mais marcadas em ambos os sexos, porém no homem não é tão evidente e brusca como na mulher, que poderá sofrer uma grande mudança no que chamamos de qualidade vocal.

O adequado diagnóstico e o encaminhamento precoce para fonoterapia poderá contribuir para a redução do processo natural de envelhecimento. Os exercícios utilizados na clínica fonoaudiológica visam adequar a velocidade de fala, melhorar o uso da capacidade respiratória (volume de ar), buscar uma maior estabilidade do som, aumentar a potência e projeção da voz.

Assim resgata-se a auto-estima, a capacidade de conquistar o ouvinte, a integração social, o desempenho na profissão e nas atividades de lazer. Uma voz rouca e deteriorada não combina com uma mente jovem e alegre! A voz também não precisa entregar nossa idade e nem representar mais idade do que realmente temos, então cuide da sua música interior! Cuide da sua voz, como um bem maior.

Texto: Ivon Gretel Winkler Maisonnave - Fonoaudióloga